sábado, 29 de dezembro de 2012

2012 e a puta que pariu....

Outro dia eu disse que 2012 foi pra mim, " O ano das decisões difíceis! ", mas agora depois de passar o fervo desgraçado do varejo do mês de dezembro, consigo raciocinar e percebi que na verdade 2012 foi " O ano de aprendizado "!
Foi realmente um ano terrível, e pode continuar sendo até o último dia. Seja lá o motivo, ser um ano ruim, maldição do bissexto, ano do dragão ou sei lá que bicho foi, ou até mesmo má previsão maia, a questão é que em 2012 passei o diabo! Segue lista:

Desilusão amorosa no inicio do ano, alavancou sessões de terapia.
Mentiras no trabalho.
Promessas fajutas no trabalho.
Mais terapia.
Queda de cabelo e perda de sono, devido a desilusão amorosa.
Curso mal sucedido, odiei aquela porra.
Falta de reconhecimento.
Acidente do meu pai.
Acordar pra realidade por livre e espontânea pressão.
Um quase câncer, segundo uma médica com cara de E.T!
Um encontro inesperado.

Nisso, resolvi mudar de apê, mudei de loja e ainda assim, não está como deveria. Porém, aprendi muito com tudo isso, aprendi que não se dá valor a certas pessoas, aprendi que as pessoas não me dão o carinho e valor na mesma quantidade que eu lhes dou, por isso ano que vêm usarei uma balança de precisão para avaliar minhas amizades, ou as que eu acredito ter. Aprendi que trabalho é o local onde se ganha dinheiro para pagar as contas e ter um pouco de lazer, que lá é um campo de batalha onde as vezes um ou dois soldados podem ser seus companheiros, não mais que isso. Aprendi que NÃO SE DEDICA!!!!!
Agora, eu amo mais minha família, amo mais minha cadela e amo os amigos que sei que posso contar e que foram a conquista desse ano: Clayton e Ana Paula.
Promessas pro ano que vem? Bom, voltar a malhar, estudar, ser menos dedicada as pessoas, fazer menos e esperar menos ainda, cuidar da minha saúde....

E lá vamos nós pra mais um ano e menos um de vida!

Ps: O quase câncer foi um engano.

segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

Colegas de Trabalho

Uma vez escutei essa histórinha:

" Um passarinho pegou o rumo errado na migração e acabou vôando no meio de uma nevasca, suas asas começaram a congelar e o bichinho caiu no meio de uma fazenda. Lá no chão, já quase nas ultimas passa um cavalo e caga em cima do passarinho, que pensa: - Puta que pariu, além de morrer jovem e congelado ainda vem um filho da puta e caga em mim! Nisso a merda quentinha em cima do passarinho, começou a aquece-lo e seu sangue voltou a circular! Percebendo que não iría mais morrer ele começou a pular: - Tô vivo, tô vivo! Nisso, um gato que estava passando, viu aquele monte de bosta pulando, correu, cutucou a merda, achou o passarinho e o comeu! "

Essa história, ou fábula ( tem bicho falando né ), ou piada tem pelo menos 3 morais:

1° Nem sempre quem te tira da MERDA é seu amigo.
2° Nem sempre quem te põe na MERDA é seu inimigo.
3° E se você está confortável e quentinho, mesmo que seja na MERDA, BICO CALADO!

Nesse finalzinho de ano algumas pessoas tentaram me colocar na merda e
o que tenho a dizer é OBRIGADA! Aqueles que acharam que iríam me tirar da merda eu digo, QUERIDA VÁ OPERAR AS ORELHAS! E agora indepêndente de qual seja a minha situação atual, háhá, tô quietinha. Sei que a minha volta existem pessoas que me amam e querem meu bem, mas a maioria das pessoas a minha volta sentem tanta inveja que as vezes fico com dor nos ombros, acredito que se cada um se preocupasse em polir seu próprio brilho ao ínvez de tentar ofuscar os dos outros o tempo passaría de maneira mais agradável. Que venha 2013!

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Inspiração

Daí a canção te faz sorrir e te mostra um zilhão de coisas que você fez e passou durante o ano e você cai na real que a vida é assim. Que ontem você chorou um amor que terminou por causa de outro amor que você não sabia ser tão forte, que você sorriu e ficou feliz por fazer um amigo tão especial, tão maravilhoso desses que se apega como um irmão, que sua cadela é tão preciosa e que o carinho dela e companhia em muitos momentos é tudo que agente precisa.
Vê que ontem o dia tava cinza, tava mescla e que te fazia doer tanto o coração só de lembrar de coisas como Havaianas e tons de cores tristes e que hoje uma frase "mal dizida" te fez cair na gargalhada. As vezes tenho medo do tempo, de ele passar por mim correndo e eu perde-lo de vista, mas preciso é correr com ele, ao lado dele, vai chover as vezes, vai nublar mas também terá belos dias de sol, bem quentes como gosto. Vai ter dúvida, vai ter medo, e vai ter o infinito amor, seja na quantidade que for.
Agente passa de tudo um pouco, e o ano ainda não acabou!
E mesmo que acabe......

quinta-feira, 4 de outubro de 2012

Quanto mais VOCÊ melhor

Do que adianta agente ficar fazendo planos, imaginando e idealizando coisas e sonhos? Tive uma amiga na escola que me deixou uma frase de presente na vida: Idealizar é sofrer! Agente nunca imagina o quanto as coisas podem mudar do nada, o quanto poderemos sofrer um dia por causa de decisões erradas ou por causa de outra pessoa. A pior parte acredito eu, é ter uma decepção, quando você deposita em alguém praticamente metade de você! Você lhe dedica tempo, carinho, dinheiro as vezes, rs, você lhe dá um espaço tanto em seu canto como num canto do seu coração, as vezes boa parte dele. Ai agente sonha, faz planos, imagina como seria a cara dos filhos, ou então imagina viajar junto, morar junto, construir o que todo ser humano necessita, uma família.
 Sempre penso o quanto seria mais fácil se nos bastássemos a nós mesmos, porque temos essa necessidade idiota de alguém, poxa nascemos sozinhos e vamos morrer sozinhos também. Sei que quando sofremos a "perda" de alguém que se vai por que prefere assim, e agente fica, ficamos mal, e por mais que existam frases, livros, tratamentos médicos, remédios (meus preferidos alias), conselhos, viagens e esportes radicais, só nossa alma sabe, só nosso coração sente e por mais que agente tente mudar a situação nos esgotando de fazer de tudo, sempre aparece dor numa frase ou outra.
Então hoje, acredito que temos de sofrer e pronto, que talvez passe ou talvez não, mas isso se chama viver! Alguns superam, outros não e alguns ainda esperam....
.... Mas como diz uma música muito boa da atualidade " Você pode acostumar-se a uma situação triste! ", parece cruel? Eu sou cruel, não sou realista! E a realidade dói!

quarta-feira, 8 de agosto de 2012

Empatia


Como se mede uma pessoa? Os tamanhos variam conforme o grau de envolvimento. Ela é enorme pra você quando fala do que leu e viveu, quando trata você com carinho e respeito, quando olha nos olhos e sorri destravado. É pequena pra você quando só pensa em si mesmo, quando se comporta de uma maneira pouco gentil, quando fracassa justamente no momento em que teria que demonstrar o que há de mais importante entre duas pessoas: a amizade.
Uma pessoa é gigante pra você quando se interessa pela sua vida, quando busca alternativas para o seu crescimento, quando sonha junto. É pequena quando desvia do assunto.
Uma pessoa é grande quando perdoa, quando compreende, quando se coloca no lugar do outro, quando age não de acordo com o que esperam dela, mas de acordo com o que espera de si mesma. Uma pessoa é pequena quando se deixa reger por comportamentos clichês.
Uma mesma pessoa pode aparentar grandeza ou miudeza dentro de um relacionamento, pode crescer ou decrescer num espaço de poucas semanas: será ela que mudou ou será que o amor é traiçoeiro nas suas medições? Uma decepção pode diminuir o tamanho de um amor que parecia ser grande. Uma ausência pode aumentar o tamanho de um amor que parecia ser ínfimo.
É difícil conviver com esta elasticidade: as pessoas se agigantam e se encolhem aos nossos olhos. Nosso julgamento é feito não através de centímetros e metros, mas de ações e reações, de expectativas e frustrações. Uma pessoa é única ao estender a mão, e ao recolhê-la inesperadamente, se torna mais uma. O egoísmo unifica os insignificantes.
Não é a altura, nem o peso, nem os músculos que tornam uma pessoa grande. É a sua sensibilidade sem tamanho.

segunda-feira, 9 de julho de 2012

Se duvida, não é amor!

Estava lendo em algum lugar que em um show, o cantor Renato Russo perguntou a platéia: - Alguém ai já sofreu por um AMOR VERDADEIRO?
e a platéia: - JÁÁÁÁ!, no qual Renato respondeu : - DUVIDO, se fosse verdadeiro não te faria sofrer!
Bom, ah alguns dias postei algo parecido no face, dizendo que amor é algo singelo e que não nos faz sofrer ou leva ao analista. Tenho tentado mesmo entender a minha concepção de amor, se estou certa quanto a como o enxergo, ou se exagero ou fantasio um amor que não exista, ou que talvez sim, mas que eu não seja digna de possuir.
Será que elevo o amor a um patamar desnecessário?
Reparei que de certa forma, o Renato Russo tinha uma visão parecida com a minha, de que o amor não nos leva ao analista. Daí começo a lembrar de frases dele, das músicas dele as quais sempre me identifiquei como " Sou um animal sentimental me apego facilmente ao que desperta meu desejo. " ou ainda " vai ser difícil sem você, por que você está comigo o tempo todo... "
É como se estivéssemos numa busca insana por amor verdadeiro, o que acaba sim machucando, pois me apego a cada possibilidade que quando frustrada, fica difícil, pois já me acostumei com a presença do quem sabe " possível amor verdadeiro ".
É o amor verdadeiro não nos faz sofrer, a busca por ele sim, o acostumar-se com o que pensamos ser amor sim, a nostalgia de um quase amor sim, o amar sozinho ( que classifico solidão ) sim, o desejo de não mais ser só sim, viver no passado sim.
Pena não termos ainda a capacidade de ver com o coração, de ver o amor em sua totalidade, e não só o rostinho bonito.

quinta-feira, 5 de julho de 2012

Quem vê cara......

Agente nunca sabe como as pessoas nos enxergam, ou o quanto podem ser ruins pra você, ou o quanto podem te ferir. Agente nunca sabe nada de ninguém na verdade.
Conheci alguém tão cruel.
Conheci alguém perigoso.
Conheci alguém que me amou, eu acho.
Conheci alguém que me ensinou muitas coisas.
Conheci alguém muito chato.
Conheci um amigo muito especial.
Conhece alguém louco, alguns loucos.
Conheci alguém tão lindo, de fazer bem aos olhos.
Conheci alguém tão lindo, de fazer bem ao coração.
Conheci alguém tão lindo, que ficou feio pelas atitudes.
Conheci, mas no fundo não conheci de verdade.
Acho que nunca poderemos saber de alguém por completo, o coração é terra onde ninguém vai.
Queria saber o que conhecem de mim, alguns sabem muito, outros não sabem nada, alguns acham que sabem e outros tiram conclusões erradas, ou simplesmente, arrumam uma desculpa esfarrapada.
Uma coisa é fato, não dá pra comparar ninguém por nada ou com ninguém, o ser humano é tão individual, tão cada um. Ser parecido não é ser igual, e algumas pessoas não sabem disso e se decepcionam.
Aprendi essa hoje.

domingo, 1 de julho de 2012

Coração de pedra

Once upon a time
I came a to new city
In the last year of my life
Try to find something pretty
Once upon a time
A girl now a woman
Lose hair and losing patience
Expecting advice of someone

Many faces, many words
Many boys and many work
Try to live a new direction
My brother was my conection

And now I knew
Somehow, some real
And nothing will change my heart
Because I'll build a heart of stone.

Don't make me say more
Because I'm very sad
I have a little a little war
With my blanket in my bed
And I know now
Nothing really matters to me
I will not, will not back down
Love not something I need

Many faces, many words
Many boys and many work
Try to live a new direction
My brother was my conection

And now I knew
Somehow, some real
And nothing will change my heart
Because I'll build a heart of stone.

domingo, 24 de junho de 2012

Mais um dia

Eu não espero que meus romances durem muito tempo
Nunca me iludo que meus sonhos vão se realizar
Sendo acostumada ao problema, eu o antecipo
Mas de qualquer maneira, eu odeio isso. Você não odiaria?

O que acontece agora?
Outra mala em outro corredor.
O que acontece agora?
Vai me excluir do facebook.
Pra onde vou?
Eu me viro, sempre me virei.
Pra onde eu vou?

Vez após outra eu digo que não me importo
Que sou imune a escuridão, e que fico cada vez mais forte.
Mas cada vez importa, e minhas palavras me abandonam
E qualquer um pode me machucar, e vocês fazem isso.

O que acontece agora?
Outra mala em outro corredor.
O que acontece agora?
Vai deletar minhas fotografias.
Pra onde eu vou?
Eu me viro, sempre me virei.
Pra onde eu vou?

Pode me ligar em 3 meses, e eu estarei bem, eu sei
Bem, talvez nem tão bem assim, mas sobreviverei de algum jeito.
Eu não me lembrarei dos nomes, dos lugares, e das tristes ocasiões
Mas isso não me consola, aqui e agora.

quinta-feira, 21 de junho de 2012

Uma boa garota

Eu tenho meus pecados. Talvez preguiça seja o maior deles, e nas condições atuais, um pouco de gula. Estava me questionando depois da minha visita ao consultório da Natália, o que é QUERER e o que é PRECISAR.
Eu PRECISO fazer a droga do curso, embora não QUEIRA, eu QUERÍA mesmo era voltar aos palcos mas PRECISO entender o quanto é difícil viver de música.
Eu PRECISO entender que eu não sou maravilhosa ou especialmente interessante mesmo que eu QUEIRA ser. PRECISO aceitar, QUERENDO ou não QUERENDO.
Eu QUERO uma boa noite de sono que a muito não tenho e concerteza PRECISO, eu QUERO que as pessoas gostem da minha pessoa e talvez eu realmente PRECISE disso. Eu QUERO um dia de sol amanhã, mas meu nariz PRECISA de chuva.
Eu QUERÍA falar com você, mas PRECISO de distância mesmo.
Eu QUERO mudar de área logo, mas PRECISO de paciência.
Eu QUERO um chocolate enorme, mas PRECISO fechar a boca.
Eu QUERÍA não ter ciúmes, PRECISO entender que não sou única. Será que um dia serei???
Eu PRECISO de algo sério, não QUERO ser só a distração de alguém.
Eu PRECISO me acalmar, mas QUERO ter mais ânimo.
Eu PRECISO mudar de posição, eu QUERO mudar.
Eu QUERO um amor, mas será que PRECISO de um????

terça-feira, 12 de junho de 2012

Noites de quinta-feira...

Talvez eu seja simplismente simples demais.
Fico pensando em como sou em quem sou para entender minha existência e minhas dores, buscando cada vez mais ver meus erros para tentar mudar esse quadro que me desagrada em mim mesma, será que eu assusto? Engraçado que eu sei de tudo um pouco mais percebo que não sei tudo de apenas alguma coisa. Sonhos estranhos.
Será que é por que eu falo de qualquer assunto? De filosofia a pão com ovo, de religião a bula de remédio, de moda a futebol, de roupa de carnaval a fantasias eróticas, de comédia pastelão a Woody Allen....
Talvez eu seja complicadamente complexa.
Fico querendo coisas simples e desejando o que não tenho, semana desgraçadamente longa e triste essa. Tudo que cheguei a imaginar e idealizar pra esse mês se foi como água. Será que sou sem graça? Sem sal nem açúcar? O grande erro está em mim. A questão foi errar e não saber concertar.
Sabe por que existem ateus? Por que se a vida é como Deus quer, ele tem um puta mal gosto, por que se Deus está esperando a hora certa, ele é preguiçoso, por que se Ele escolheu meu destino, eu o detesto, por que se Ele está deixando o mundo na mão do cão, ele não tem compaixão.
Não espere por nada, nem ninguém. Estou sozinha, e assim será!

segunda-feira, 11 de junho de 2012

Good Morning

Acordei preocupada, tá chovendo tanto la fora
Acordei com preguiça, minha cama está deliciosa
Acordei com vontade, de ter ficado mais ontem
Acordei com vontade, de dizer o que sinto
Acordei com vontade, de gritar o que vejo
Acordei com vontade, de chorar na sua frente
Acordei com vontade, de sumir entre meus cabelos
Acordei com vontade, de dormir novamente
Acordei com vontade, de ficar em casa sozinha
Acordei com vontade, de ficar em casa com você
Acordei com saudade, de ontem
Acordei com saudade, de 3 meses atrás
Acordei com saudade, da Amanda
Acordei com saudade, da Sandrinha
Acordei com saudade, do Marquinho
Acordei com saudade, da Thaís
Acordei com saudade, do passado
Mais sobre tudo, acordei, e basta isso pro meu dia ser foda.

sexta-feira, 1 de junho de 2012

Manhã Mescla

Vai saber quem é pior
Ou quem tenha razão
Seu passado nas minhas costas
Meu futuro em suas mãos
Quem viver
Quem verá
Quem sobrevive
Quem mentiu
Quem fugiu
Pobre alma covarde
Caí sentada no seu chão
Quando mais precisei das suas mãos
Quando tudo que eu tinha era nada além
Da sua intenção
Vai ver que é assim mesmo então
Pra sempre eterno amor em vão
Quando tudo que eu tinha era nada além
Da sua intenção
Uma sincera mentira
Um beijo sem cor
Minha poesia
E suas palavras sem nenhum valor
Quem viver
Quem verá
Quem sobrevive
Quem mentiu
Quem fugiu
Pobre alma
Covarde.


Ps: Essa é uma música do cd TUIA ao vivo, do cantor Tuia Lencionni.

quarta-feira, 30 de maio de 2012

Joga fora o celular!

Cada vez que faço a besteira de tentar falar com você cutuco uma ferida que vai ficar aberta por muito tempo, estou quase me convencendo do meu masoquismo, não é possível gostar tanto de me machucar assim.
Eu não sei o que espero quanto faço isso, acho que um único pensamento teu, como " Nossa, ela realmente gosta de mim! " Será que sabe disso? Daria qualquer coisa pra saber como isso te afeta, mesmo que a resposta seja, " Não Mi, não me afeta em nada. "
Talvez o que esteja me faltando seja a certeza de que eu não sou nada pra você, queria entender por que dentro de mim ainda fica esse sentimento de algo, o que falta pra eu me convencer do nada que sou, e reduzir minhas lembranças a memórias esquecidas.
Ontem eu custei dormir, e chorei em silêncio até pegar no sono, nem sei que horas foi. Ontem eu me arrependi, ontem eu quis não ter iniciado conversa, ontem eu quis não sentir a saudade doce que acabei sentindo e mandado inocentemente uma mensagem, que teve uma triste resposta.
Talvez eu mereça o que tô passando, mas como eu não quero, me despeço e vou embora.

segunda-feira, 28 de maio de 2012

Passando a limpo

Cada dia que passa, eu tô me sentindo mais boba, mais infantil talvez....
...Cada dia que passa me faz arrepender ter me dedicado, me doado, me posto em segundo plano, eu vejo que eu não sou do tipo que " SE FAZ QUESTÃO ", eu sou aquela pessoa que " TANTO FAZ ".
Eu fico aqui, triste sentindo tanta saudade, lembrando e lembrando e procurando porquês que talvez não existam, enquanto que está " cagando " por mim. Não sei se sou eu que super valorizo as coisas, e que talvez enxergue carinho aonde não exista, que veja amor em simples educação. Preciso de óculos!
Eu busquei aceitar a pessoas como ela é e o que ganhei com isso? A Natália! Eu tentei ignorar minha ansiedade e o que fiz? Enchi a cara de floral, que hoje, não me faz efeito algum.
E por ver tudo isso que fiz, e nem contei tudo, por ver todo meu esforço, carinho, amor e sensualidade que dei de presente a quem fez pouco caso de mim, me sinto boba!
Será que é hora de parar? Será que preciso ver o mundo com outros olhos? Será que eu realmente preciso mudar quem sou?
Meus valores.
Meus princípios.
Meus desejos.
Meus sonhos.
Meu plano.
Meu modo de ver as pessoas.
Meu caráter.
Na verdade, preciso dar valor a quem merece meu valor, a quem gosta do que eu gosto!
O som tirado de cordas com os dedos, nada de sintetizadores!

terça-feira, 22 de maio de 2012

Bisogno...

... de calma
de dinheiro
de sossego
de mudar de área
de esquecer
de enterrar novamente
de aceitar
de escrever
de acordar
de parar de chorar
de um ponto focal
de um sonho palpável
de não mais sonhar
de dormir, nossa e como
de malhar
de me virar
de me sentir bem
de aprender a ser sozinha
de um novo hobby
de lugares novos
de aprender violão direito
de novos conceitos
de menos horários
de pressa
de ignorar
de odiar também
de não querer amar
de mais sapatos
de ouvir musicas que não me irritem
de meter um foda-se em tudo
de entender
de entender
de entender!

domingo, 20 de maio de 2012

Quase meia-noite!


Eu tô cansada!
Esse definitivamente não é um mês legal pra mim, até achei que não iria escrever, aff! Até parece, não escrever no mês de maio! Se eu estivesse casada, ontem teria feito 5 anos, " Bodas de Madeira ", adoro contar o tempo, rs, me disseram que não ajuda em nada ficar contando, bom, quem disse isso deve saber bem... Mas como eu já disse em outro texto, contamos o tempo para contar a nós mesmos, ver erros, acertos e quanto ainda nos resta. Quem não presta atenção no tempo ou é por que não tem nada a perder, ou por que já perdeu e não tá nem ai pro que vier. Mas nos dois casos se perde muito mais, perde-se tempo!
Eu hoje tô com dor de cabeça e continuo sem sono, fios caindo, quando será que minha nova rotina nas noites de quinta-feira terão resultado? Se é que terão, por que não tenho fé em nada. Hoje fiquei pensando como queria acreditar em destino ou em frases como " Foi Deus que quis assim! ", só pra eu jogar a culpa Nele. É engraçado o jeito de as pessoas te consolarem, não que eu seja mal agradecida ou grossa, eu só penso diferente, por exemplo quando alguém me diz: " Não fique triste, ele não foi o primeiro nem o seu último namorado! ", aí eu penso: " Mas quem disse que eu quero vários???
Ou então: " Não era pra ser! ", Porra então por que começou???
Sou bastante intolerante, não sei se por vício ou virtude, estou trabalhando em mim coisas novas, como fazer as coisas sozinha, sempre gostei de ter companhia, mas como fazer se não tem? Meu cérebro tá fritando e tô preocupada com isso, eu devia deixar fritar.
A única coisa que no momento me causa sonolência é meu soro nasal, fora isso, meu processo de "por ques" continuam me fazendo sofrer em silêncio.
Preciso parar de te mandar torpedos!

segunda-feira, 30 de abril de 2012

Azeitona


Já sentiu alguma vez, uma dor sem sentido, que aperta, que machuca, que tira o fôlego e deixa seu nariz gelado? Eu tô sentindo isso, é tão estranho e parece que dói mais quando vejo certas coisas, coisas especificas. Eu me sinto tão atrasada, lembro que na adolescência eu me achava precoce em alguns pontos, no caso, amadurecimento, inteligência e devo isso a criação que tive, sempre fui esperta, me saía bem na frente das pessoas, adorava aparecer. Na escola então, ou me amavam ou me odiavam, uma legítima TORRE.
Hoje, estou numa relação de abismo comigo e migo mesma, parece que busco motivos pra ficar pior ao invés de melhorar. Eu tô tão triste. Sinto como se meu coração estivesse do tamanho de uma azeitona de tanto que se comprime aqui dentro de saudade.
Saudade, é uma coisa que quando dois sentem, é uma dorzinha besta que se cura com um abraço. Agora quando só um sente.... essa dor entra pra lista das piores do mundo. Eu fico numa ilusão besta de que vai vir, e não vem. Não sei o que é pior agora continuar me enganado ou aceitar a verdade. E esse frio agora, pra deixar tudo mais cinza, mescla, até isso faz lembrar.
Vou fazer 25 anos, e as coisas não estão como eu tinha plenejado, planos existem para serem frustrados. Se eu raciocinar, ir fundo em mim, vou ver que de certo modo, estão melhores, fiz tanta coisa que nunca imaginei fazer, poxa eu tive uma banda por um ano e foi tão divertido, eu morei 1 ano e meio em outra cidade, eu conheci pessoas que nunca deram a mínima pra mim, mas foda-se eu conheci algo diferente. Eu tenho tanta bagagem mas ainda falta algo, ainda faltam muitas coisas na verdade, meu medo é não dar tempo de fazer tudo isso. Ai como eu tô triste, e a culpa é só minha, preciso aprender a não me expor a esse tipo de situação, a situação que me levou a sentir esse coração de azeitona, essa saudade só minha.
Tem muita coisa pra eu fazer, pena essa necessidade de dividir que tenho me consumir tão dilaceradamente como tem feito, queria ser mais egoísta. Queria parar de sentir isso, queria não enxergar.

terça-feira, 24 de abril de 2012

Maiêutica


Aí eu fico pensando, é o que mais faço, é a única coisa que faço, eu penso. Quisera eu ser burra, ser setentinha feliz, e não pensar por que meu cérebro tá acabando comigo. Eu quero as respostas eu quero entender e aceitar e fico nessa busca insâna por sossego que não tenho desde que você se foi. Eu quero entender o por que das coisas, eu quero saber por que eu, por que ela, por que desistiu. Eu penso que fui eu, que não sou o bastante, que sou fraca, que sou chata, que sou feia, que sou ruim, que sou insignificante, que não sou atraente, que sou enjoativa, que perco a graça, que não importo, que não causo nenhum efeito ou sentimento que sou dispensável. Aí eu penso que foi você, que não sabe o que quer, que tem medo de sofrer, que ainda sofre, que tem duvidas, que quer continuar sofrendo, que não quer mudar. Mas no fim, eu sempre volto a questão que, simplesmente não gostou de mim e que eu não valho a pena. E eu não sei por que eu não consigo aceitar isso: Ele não gosta de mim! Por que raios eu não consigo aceitar isso? Será que me acho tanto assim, pra não aceitar que alguém não goste de mim? Na verdade eu acho que fiz tanto, que me preocupei tanto, que fui tão certinha e que fiz de tudo para agradar que por isso não estou aceitando. Eu enfiei na minha cabeça que seria a melhor pessoa quando agente estava junto, e por isso tá difícil. Porque não quer ficar comigo? Será que sou eu? Será que é você? Eu sou tão ruim assim? E por que eu não aceito? Porque eu ainda quero! Preciso parar de querer antes que meu cérebro pife de tanto pensar.... Não sei se foi você ou se fui eu.?
Foi você? Não fui eu. Mas será que foi eu? Acho que foi você. Será que foi? Mas por que foi?
O que foi?
Porque foi??????????????????????????????
?????????????????????????????????????????
??????????????????????????????????????????
????????????????????????????????????????????

sábado, 21 de abril de 2012

Mais que isso...


Eu realmente quero você, eu realmente quero você Muitos profetas pregaram de joelhos Muitos sacerdotes desperdiçaram vinho As manchas de sangue nessas ruas significam que eu perdi tempo?Há bordas prateadas no paraíso?Será que posso entrar vindo do frio?Eu matei um homem num lugar bem distante Meu inimigo foi dito.Eu realmente quero que você me queira Mas eu realmente não sei se você pode fazer isso Eu sei que você quer saber o que é certo,Mas eu sei que é tão difícil pra você fazer isso e o tempo correndo, mais rápido que o normal,E frequentemente dizendo que você não deve fazer isso Mas o destino não pode quebrar o que eu sinto dentro de mim Aquilo que queima nas minhas veias Eu realmente quero você, eu realmente quero você,Eu realmente quero você, agora Não importa o que eu diga ou faça A mensagem não está chegando E você esta ouvindo o som Do meu coração partido.Eu realmente quero você, eu realmente quero você,É um pobre homem, rico em solidão,Ou um complô com a Mãe Terra?O mendigo fez uma oração por um dia de sol,Mas a dama da sorte fez chover?Eles dizem que milhões de pessoas ficam pobres Para um ídolo de ouro Eu via a vida começar no barco em que estamos A história se mostrou Eu realmente quero que você me queira Mas eu realmente não sei se você pode fazer isso Eu sei que você quer saber o que é certo,Mas eu sei que é tão difícil pra você fazer isso o tempo correndo, mais rápido que o normal,E frequentemente dizendo que você não deve fazer isso Mas o destino não pode quebrar o que eu sinto dentro de mim Aquilo que queima nas minhas veias Eu realmente quero você, eu realmente quero você,Eu realmente quero você, agora Não importa o que eu diga ou faça A mensagem não está chegando E você esta ouvindo o som Do meu coração partido.Não importa o que eu diga ou faça A mensagem não está chegando E você está ouvindo o som Do meu coração partido.Eu realmente quero você Eu realmente quero você Eu realmente quero você...

quarta-feira, 18 de abril de 2012

Aulas de Maurício: Complexo de Édipo


Relembrando conversas, você me disse umas duas vezes: Porque não escreve algo feliz?
Minha resposta foi que quando escrevo feliz não sai texto, sai música.
Então você disse: Porque não tenta?
Bom, não tento no momento porque que não há felicidade para escrever, porém, resolvi escrever algo diferente pensando em você. Não é feliz, também não é triste, é Psicologia!
Quando eu tinha 15 anos tive uma aula do Maurício sobre COMPLEXO DE ÉDIPO, e devido as atuais circunstâncias tenho feito bastante esforço para lembrar das palavras dele, então vou tentar escrever o que aprendi naquela aula de 10 anos atrás...
... Édipo foi um personagem da mitologia grega que matou o pai e caso-se com a própria mãe. Seu pai Laio foi alertado pelo oráculo de Delfos sobre essa maldição, assim quando Édipo nasceu, o pai o abandonou. Édipo foi encontrado por um pastor que o criou. Quando crescido, foi a Delfos que lhe deu a mesma previsão, achando que a profecia se tratava de seus pais adotivos, Édipo fugiu. Na fuga Édipo encontra um homem com quem tem uma briga e o mata, era seu pai Laio, e logo seguindo para sua cidade natural, casou-se por acaso com sua mãe. Édipo acreditava que seus pais de criação eram os seus biológicos.
O complexo de Édipo na psicologia trata-se de buscarmos no prospectivo parceiro nosso pai ou nossa mãe. Implica em parceiros com caracteristicas de nossos pais, sejam elas físicas ou de personalidade, positivas ou negativas, e isso é uma tendência humana.
Lembro bem das palavras do Maurício: Uma menina que teve um pai alcoólatra pode muito facilmente arrumar um namorado cachaceiro ou com outro vício, alguém com pais divorciados pode ter mais facilmente relacionamentos instáveis ou que terminei com certo tempo, assim como um garoto mimado pela mãe buscar uma noiva que lhe faça o mesmo.
Não é um fato determinante, mas é da natureza humana. Lembro que na época eu brinquei: Ai Mau, meu pai é careca!
E esses dias lembrando dessa aula, comecei a pensar no meu pai e em suas caracteristicas, meu pai é muito trabalhador e faz tudo pela família, é muito responsável, é vaidoso com perfumes, cozinha bem, sempre foi magro e sempre gostou de fazer algum exercício físico, adora filmes, não gosta de praia, quando empaca é mula, não fala muito de seus sentimentos só quando está explodindo, é carinhoso em gestos e não com palavras do tipo meloso, ele guarda coisas que algum dia o emocionou como cartões que fiz pra ele quando criança, e embora eu não seja dada a astrologia (acho que se isso funcionasse as revistinhas do João Bidu custariam mais que R$ 1,50) ele é de capricórnio.
Ando meio sem fé em nada, nem no Divino, nem no humano, mas talvez pensar nesse assunto, refletir no complexo de Édipo, explique algumas coisas. Espero que também te faça pensar.

domingo, 15 de abril de 2012

Transparência


Eu estou triste, destruída e assumo isso.
Eu não vou me esconder atrás de um falso sorriso.
Eu não vou me esconder de noite numa balada.
Eu não vou me esconder em saltos de para-quedas ou no meio da selva amazônica.
Eu não vou me esconder em festas, em bares.
Eu não vou me esconder em algum esporte idiota, no máximo caminho até o trabalho.
Eu não vou me esconder nas minhas músicas, alias acabou a inspiração pra elas.
Eu não vou me esconder em meus amigos, até porque, não tenho e os que tenho não merecem.
Eu não vou me esconder saindo todo fim de semana, ou comprando coisas inúteis.
Eu não vou me esconder no trabalho, vou nessa droga porque preciso.
Eu não vou me esconder quando alguém pergunta : Tudo bem? Respondendo: Tudo sim. Eu respondo: Não, mas estou aqui.
Eu não vou me esconder em alguém, como você fez comigo. Porque não se deve aproveitar dos sentimentos alheios como você fez comigo, embora eu sinta que por mim é difícil ter sentimento.
Eu não vou esconder o que sinto, quem me vê sabe, é quase como se lessem seu nome na minha testa.
Não vou tapar o sol com a peneira, deixa a tristeza fluir, deixa a saudade me inundar, quem sabe eu nela morra afogada.

" Cogito ergo sum "


Aos poucos estou percebendo onde meus caminhos me tem levado, onde minhas decisões e escolhas tem me feito passar e parece que adoro confundir as estradas. Deus errou no projeto do ser humano nos fazendo pensar com a cabeça e sentir com o coração, e assim ficamos burros, por que passamos a decidir as coisas baseados no que sentimos.
Nós sentimos primeiro e pensamos depois, quando na verdade, nosso coração deveria estar em segundo plano, por isso sofremos tanto, por isso eu sofro tanto. Se os olhos são a janela da alma, quem fica espiando pelas gretas é o coração e depois que o maldito vê algo que lhe dá desejo conta pro cérebro. Logo, jogamos a razão em cima do telhado e nosso coração no quintal de alguém. No meu caso, eu não simplismente jogo, eu planto no jardim do quintal. O coração nos faz tão mal que quando se decepciona faz com que o cérebro te faça sofrer, e ele passa a tomar decisões em cima da dor que o coração sente. Meu coração tira de mim a vontade do que gosto, me faz preguiçosa, me faz sentir culpa, me faz chorar mais do que aguento, faz mal a meus rins. Meu coração diz pro meu cérebro continuar sofrendo, continuar querendo, continuar amando.
Tão mais fácil seria, se a cabeça sentisse com a razão e o coração pensasse com a batida, o compasso da minha vida estaria no ritmo certo, e se nisso a boca falasse, minhas palavras seriam muito mais afinadas.
Se eu sentir com a cabeça e pensar com o coração, vou perceber que preciso me acalmar e esperar, vou aprender que se algo dá errado tem muitas outras coisas a se fazer e a tentar, e que também podem dar errado mas, sentir com a cabeça é estar preparado, armado, é analisar os fatos e aí sim, deixar o coração se meter na conversa. Mas enquanto eu não aprendo a fazer isso, vou continuar na cama, vou continuar na espera, vou continuar me enganado e sofrendo, assim como você tem feito por mais de 2 anos.

sexta-feira, 13 de abril de 2012

Você me deu de presente a dor que você sente.


Existem duas dores de amor:A primeira é quando a relação termina e a gente,seguindo amando, tem que se acostumar com a ausência do outro, com a sensação de perda, de rejeição e com a falta de perspectiva,já que ainda estamos tão embrulhados na dor que não conseguimos ver luz no fim do túnel.A segunda dor é quando começamos a vislumbrar a luz no fim do túnel.A mais dilacerante é a dor física da falta de beijos e abraços,a dor de virar desimportante para o ser amado.Mas, quando esta dor passa, começamos um outro ritual de despedida:a dor de abandonar o amor que sentíamos. A dor de esvaziar o coração, de remover a saudade, de ficar livre, sem sentimento especial por aquela pessoa. Dói também…Na verdade, ficamos apegados ao amor tanto quanto à pessoa que o gerou. Muitas pessoas reclamam por não conseguir se desprender de alguém.É que, sem se darem conta, não querem se desprender.Aquele amor, mesmo não retribuído, tornou-se um souvenir, lembrança de uma época bonita que foi vivida…Passou a ser um bem de valor inestimável, é uma sensação à qual a gente se apega. Faz parte de nós. Queremos, logicamente, voltar a ser alegres e disponíveis, mas para isso é preciso abrir mão de algo que nos foi caro por muito tempo,que de certa maneira entranhou-se na gente, e que só com muito esforço é possível alforriar.É uma dor mais amena, quase imperceptível. Talvez, por isso, costuma durar mais do que a ‘dor-de-cotovelo’propriamente dita. É uma dor que nos confunde. Parece ser aquela mesma dor primeira, mas já é outra. A pessoa que nos deixou já não nos interessa mais, mas interessa o amor que sentíamos por ela, aquele amor que nos justificava como seres humanos, que nos colocava dentro das estatísticas: “Eu amo, logo existo”.Despedir-se de um amor é despedir-se de si mesmo. É o arremate de uma história que terminou, externamente, sem nossa concordância,mas que precisa também sair de dentro da gente… E só então a gente poderá amar, de novo.

domingo, 8 de abril de 2012

Desvantagem


Analisando como tenho feito nos últimos dias, hoje, cheguei a resposta de uma das minhas várias perguntas sobre o que aconteceu, e a conclusão é Puta que pariu como eu sou trouxa!
Nos últimos 5 meses eu fiz tudo que mais gosto, na verdade, eu divide com você tudo o que eu mais gosto. Toda vez que agente ia fazer algo, sempre queria que eu decidisse, que eu escolhesse, a preocupação era fazer algo que eu gostasse, fazer algo que eu quisesse, que eu conhecesse.
Fomos aos meus shoppings, aos meus cinemas, vimos meus filmes, fomos aos meus bares, dormimos na minha cama, assistimos aos meus dvs e usamos o meu shampoo.
Nesse embalo, eu dividi minhas preferências, usava meus sapatos preferidos, lingeries, músicas e lugares, era tão perfeito.
Imaginei que era pra me agradar, me fazer sentir bem, porém, tudo isso agora não é mais meu, não é mais só meu, não tem mais só eu, tem você.
Dividi tudo que eu mais gosto, por isso agora não quero fazer mais nada dessas coisas.
INFERNO!

sexta-feira, 6 de abril de 2012

Escorreguei...


É difícil fazer alguém feliz, assim como é fácil fazer triste. É difícil dizer eu te amo, assim como é fácil não dizer nada É difícil valorizar um amor, assim como é fácil perdê-lo para sempre.É difícil agradecer pelo dia de hoje, assim como é fácil viver mais um dia. É difícil enxergar o que a vida traz de bom, assim como é fácil fechar os olhos e atravessar a rua. É difícil se convencer de que se é feliz, assim como é fácil achar que sempre falta algo. É difícil fazer alguém sorrir, assim como é fácil fazer chorar. É difícil colocar-se no lugar de alguém, assim como é fácil olhar para o próprio umbigo. É difícil pedir perdão? Mas quem disse que é fácil ser perdoado? Se alguém errou com você, perdoa-o... É difícil perdoar? Mas quem disse que é fácil se arrepender? Se você sente algo, diga... É difícil se abrir? Mas quem disse que é fácil encontrar alguém que queira escutar? Se alguém reclama de você, ouça... É difícil ouvir certas coisas? Mas quem disse que é fácil ouvir você?Se alguém te ama, ame-o...É difícil entregar-se? Mas quem disse que é fácil ser feliz?

quarta-feira, 4 de abril de 2012

Eu Juro


Eu não achei que sentiria algo tão forte, juro. E eu tentei de tudo, tentei ser engraçada, tentei ser compreensiva, principalmente quando não compreendia.
Tentei ser amiga, tentei ser corajosa, tentei ser sexy, o máximo que eu pude. Tentei ser descolada, tentei saber de tudo mais um pouco, já que sei de tudo um pouco, tentei ser bonita o tempo todo, tentei agradar de todas as formas possíveis e impossíveis, as meninas da loja que o digam...
Tentei inventar, tentei conquistar, tentei até fazer ciúmes.
Tentei elogiar, tentei instigar, tentei mostrar o quanto sou madura, mesmo me sentindo uma adolescente ao seu lado e velha quando estava sozinha. Eu tentei não estragar tudo, eu tentei esconder minha ansiedade, acho que nunca tomei tanto floral na vida, rs.
Eu tentei não mostrar meus defeitos e ser perfeita, eu tentei até gostar de jaca.
No fim das contas, não adiantou nada. Eu tentei ser melhor do que sou, pra hoje me sentir a pior do mundo. Quem liga?

quinta-feira, 29 de março de 2012

Insônia


Enquanto o sono não vem, eu fico pensando em tudo que aconteceu naquela madrugada, onde eu errei, por que decidiu acabar com tudo de uma hora pra outra, se foi o maldito trânsito ou minha cara de preocupada. Enquanto o sono não vem, eu fico deitada enrolando os cabelos e olhando pro teto como se ele fosse dizer alguma coisa, na verdade ele poderia desabar na minha cabeça. Enquanto o sono não vem, eu choro, e choro muito sem me preocupar em como meus olhos vão amanhecer, inchados, quase fechados, parecendo um sapo-boi, horrorosa, e daí... Enquanto o sono não vem, eu tomo um monte de comprimidos pra ver se ele vem, por que eu nunca gostei de perder meu sono, sempre achei que dormir fosse sagrado, e agora, na situação que estou, eu só queria dormir, dormir muito mesmo.
Enquanto o sono não vem, eu fico pensando se você já dormiu, ou se saiu, ou se antes de cair no sono pensou em mim, ou se nem. Talvez eu seja muito ruim mesmo, talvez tava tão ruim ficar comigo e eu não percebia isso, talvez eu não sirva mesmo, eu não caiba, eu não me encaixe no seu padrão.
Ser melhor.
Preencher o requisito.
Enquanto o sono não vem, eu rezo pra não sei Quem, me fazer dormir, me apagar, me desiludir, me entubar, me transformar em Monarca, pra eu voar daqui.
Enquanto o sono não vem, eu queria que viesse, e que viesse logo e me fizesse dormir uns dias, direto. Eu sei que tô mal quando quero matar o tempo e fazê-lo correr, não há nada pior pra mim do que querer que o tempo passe, logo eu que não quero envelhecer, querendo fazer o tempo correr, é por que a coisa tá feia mesmo.
Enquanto o sono não vem, eu imploro pro Além, me fazer dura, amarga e sem coração, por que a solidão agaixou do lado da minha cama e me cutuca a noite inteira e não me deixa dormir.

quarta-feira, 28 de março de 2012

terça-feira, 27 de março de 2012

Oh my Goodness...


Eu pensei ter visto um homem ressuscitar
Ele era quente e se aproximou como se fosse digno
Ele me mostrou o que era chorar.
Bem, ele é o homem que eu adoro
Mas agora ele não parece saber ou se importar
para que serve seu coração, e eu não o reconheço mais.
E não há mais nada onde ele costumava deitar
Eu tenho conversado sozinha, e é isso que tem acontecido.
Nada está bem e eu estou ferida, sem fé, é como me sinto
Estou com frio e com vergonha, deitada nua no chão.
Minhas ilusões nunca seriam reais,
sou esperta e posso ver que céu perfeito se despedaçou.
Você está atrasado, eu já estou ferida.

domingo, 25 de março de 2012

Unstoppable


Eu vou gastar todos os meus neurónios tentando entender o que aconteceu, e vou gastar todos buscando não achar que a culpa é minha inutilmente, pois acredito que seja piamente. Vou gastar todos os meus dedos enrolando as mechas dos meus cabelos numa tentativa de não surtar, pra ver se gasto as horas fazendo nada quando você não sai da minha cabeça, e vou gastar todos tentando tocar o violão que você não quer mais ouvir.
Vou gastar todo o meu sossego pra te dar sossego, e vou gastar toda minha criatividade imaginando um jeito de concertar tudo, embora sinta que não tem concerto. Eu vou gastar todo meu sono dormindo o máximo que posso pra descansar meu cérebro de todo pensamento doloroso do dia inteiro, meio inútil pois você vem nos meus sonhos me dizendo que precisa ficar sozinho e eu só escuto você dizendo que não quer ficar comigo.Vou gastar toda minha paciência esperando você ligar, ou aparecer sem avisar, ou mandar uma mensagem, mesmo que nunca aconteça eu vou gastar meu esperar, vou gastar minhas lágrimas sozinha porque se tem algo inevitável nesse momento é chorar. Vou gastar minha tolerância a medicamentos por que paracetamol sozinho não funciona, precisa acrescentar relaxante muscular, anti alérgico e uns calmantes naturais quando só um lexotan resolveria.
Vou gastar toda minha tristeza, por que nada pode me deixar mais triste agora, que saber que prefere ficar sem mim, que eu não faço falta, que sou dispensável. Vou gastar todo meu tempo, tentando aceitar a situação. Por favor, abre minha cabeça e enfia dentro a aceitação, por que eu não consigo.

quinta-feira, 22 de março de 2012

Ovos com Bacon


Eu ainda sinto tanto em meu coração, tantas coisas, e sei que vou continuar sentindo. Eu ainda quero ver muitos filmes no cinema, eu ainda quero ficar bêbada com você. Eu ainda quero saber das firulas da " gatinha ", eu ainda quero que a Kira te faça espirrar.
Eu ainda quero fazer muitas fotografias, aliás, ganhei um porta retrato hoje que sem você não vai ter sentido usar. Eu ainda quero sair pra jantar, pra dançar e ainda quero ficar deitada no meu quarto vendo bobagens na TV, eu ainda quero acertar um perfume, eu ainda quero havaianas de olho grego jogadas no meu tapete. Eu ainda quero socar seu saco de areia e ver onde você sonha, eu ainda quero conhecer a tia que sempre erra a música quando é a vez dela de cantar. Eu ainda quero que sua mãe me engorde, rs.
Eu ainda quero cantar sua música, eu ainda quero abrir a porta pra você entrar, eu ainda quero te dar uma preguiça de pelúcia e tantos outros presentes que já imaginei. Eu ainda quero te fazer feliz e ser quem te completa. Eu ainda quero você aqui, e não vou parar de querer! Mas não depende só eu querer...

domingo, 18 de março de 2012

So Unsexy


Hoje meu dia começou como qualquer dia, sem nada novo, nada empolgante, nada que me fizesse querer sair da cama. Me sinto tão desinteressante agora. Tomei café da manhã, um café até diferente tinha tanta gente na mesa, mas ninguém que eu quisesse perto, me sinto tão vazia agora. O assunto era algo que geralmente me interessa musica, cantoras, dvds, lugares e a Kira se integrando na conversa com seus latidos falados, me sinto tão ignorada agora. Daí voltei para a cama e resolvi fazer algo que tinha planejado de uma forma diferente, assisti O MORRO DOS VENTOS UIVANTES, sozinha. Me sinto tão triste agora. Não me orgulho dos meus sentimentos e principalmente de deixa-los me dominar como faço, me sinto tão impotente agora. Por que as pessoas continuam fazendo tudo que faziam independente de mim, não parece haver nenhum sentimento de pezar que seja perante minha pessoa, me sinto tão penosa agora, tão tola agora, tão desinteressante.
Almocei, pouco, o suficiente talvez, vou acabar sumindo e me sinto tão magra agora. Voltei pra casa e assisti outro filme, um que me fez chorar, alias, o que não me faz chorar, me sinto tão sensível agora. E então vejo que não adianta nada fazer ou não fazer algo a respeito, por que eu preciso de motivo e no momento não tenho.
I can feel so unsexy for someone so beautiful
So unloved for someone so fine
I can feel so boring for someone so interesting
So ignorant for someone of sound mind.

segunda-feira, 12 de março de 2012

Adorar = Amor sem limites, venerar.


Os dias passam devagar, a noite me diz que você não vai voltar,
os móveis saem do lugar, eu corro o mundo e não consigo te alcançar.
Sem você meu rádio fica mudo, minha TV fica sem, meu violão fica sem som.
Sem você meu corpo não reflete mais no espelho, minha casa cai, sem você eu perco o chão.
Eu vou levando a vida, eu vou tentando disfarçar,
mas vou deixar a porta do meu quarto aberta caso você queira voltar.

domingo, 4 de março de 2012

Afirmação


Acredito que o sol não devia se pôr depois de uma briga,
acredito que colocamos a nossa felicidade nas mãos dos outros.
Acredito que Mc Donals's é gostoso por que faz mal a saúde,
Acredito que os pais nos fazem o melhor que podem.
Acredito que as revistas de beleza promovem baixa auto-estima,
acredito que sou amada quando estou comigo mesma.
Eu acredito em KARMA o que você dá é o que recebe de volta.
Eu acredito que não se pode apreciar o amor verdadeiro até que seja ferido.
Eu acredito que a grama não é mais verde do outro lado.
Eu acredito que não sabemos o que temos até dizermos adeus.
Acredito que não se pode controlar ou escolher sua sexualidade,
acredito que a confiança é mais importante que a monogamia.
Acredito que sua parte mais atraente é sua alma e seu coração,
acredito que a família vale mais que qualquer dinheiro ou ouro.
Acredito que a luta por dinheiro é injusta,
acredito que só os milionários discordem, rs.
Acredito que o casamento dispense a necessidade de se despir,
acredito que Deus não apoia a TV evangélica,
acredito que o amor sobreviva a morte por toda eternidade.

domingo, 5 de fevereiro de 2012

Faz tempo...


Eu sempre disse que só escrevo aqui quando estou triste, ou que só fica bonito quando to triste, bem, fazia tempo que não escrevia.
Tenho pensado muito em mim mesma todos os dias, pensado o quanto preciso melhorar, sempre me perguntei por que meu prazo de validade é tão curto, por que eu duro só 3 meses, bom, por que preciso de mais. Eu realmente preciso de mais agora. Eu sempre me achei precoce e agora to me sentindo atrasada. As vezes me olho no espelho e imploro que ele me responda, preciso olhar sem maquiagem e com os cabelos molhados pra me ver de verdade, as vezes eu esqueço quem sou, com meus cabelos ondulados e unhas por fazer, as vezes esqueço do que gosto, sol! Do que realmente me emociona, música! Do que me causa euforia, show! Do que me relaxa, grama! Do que preciso, aprender! Do que eu quero, alguém que me mostre o que eu nunca vi.
E assim, meus dias estão passando, e eu envelhecendo. Será que me preocupo demais? Será que eu falo demais? Será que eu sou um pé no saco e não sei? Será que eu exagero e não é nada disso?
Deixa pra lá, já perdeu o sentido. De volta ao planejamento...